top of page

"Viver não é pra ser tão difícil"

Atualizado: 12 de jun.



Como chega esta frase pra você neste momento?

"Viver não é pra ser tão difícil".


Trabalhar com as dores humanas me traz, constantemente, reflexões profundas.

Percebo o quanto o ser humano tem no âmago de seu ser, emoções, sensações, sentimentos, tão profundamente guardados, que, se quer tem condições de abarcá-los de forma à nomeá-los, de dar um significado para que diante disso, possa sentir um alívio, uma suposta "explicação" para suas dores e sofrimentos.


O salutar seria que quando a pessoa toma consciência de seu sofrimento; quando esta se dá conta que não consegue mais suportar tanto desconforto, somente um profissional da área da psicologia poderia, com toda certeza, dar o acolhimento necessário, empático e sem julgamentos para que essa mesma pessoa possa fazer uma jornada de autoconhecimento.


Nossa cultura, ainda tão machista, tão cheia de crenças e valores distorcidos, incute desde muitas gerações que terapia é besteira, que não é importante e nem eficiente.

Precisamos, enquanto pessoas autônomas, com liberdade de ser, pensar e agir, tomar atitudes assertivas em prol de si próprio, de sua vida e de sua saúde, seja esta física, mental, emocional e espiritual.


Somos seres individuais num contexto social e coletivo. Não podemos esquecer que o externo, mesmo que não percebamos, nos incita a pensar, a fazer, a decidir, de uma forma muito automática, por vezes, muito inconscientes, sem ao menos tomarmos contato com nosso mundo interior e subjetivo. Sabe aquela intuição; aquela voz que nos fala, por vezes, sussurra baixinho, no entanto, que é a voz de nossa alma, de nosso ser mais profundo, que sabe exatamente o que é o melhor para nossa vida?


Viver não é pra ser tão difícil.

Para uma boa vida com saúde plena e paz interior precisamos de muito pouco. Você conseguiria responder agora, neste exato momento em que lê este artigo, o que é mais importante para você, para sua felicidade? São as coisas simples da vida ou as "vendidas" pelas mídias sociais e televisivas?


A Vida é curta, breve e passageira. Como diz, Bert Hellinger, "o essencial é simples".

Infelizmente a nossa ciência só reconhece o que é objetivo, palpável, contável mensurável.

Muitos de nós carregamos culpas que nem conseguimos saber o porquê.

A culpa se torna um conceito inútil quando compreendemos como o sofrimento num sistema familiar ou mesmo em determinadas comunidades remonta a gerações passadas.


Se for um trauma e reconhecê-lo como tal, ou seja, como uma dinâmica interna, nos proporciona uma oportuna capacidade de agir, de fazer diferente. O trauma é algo que aconteceu dentro de nós, como resultado de uma ferida ou desconexão. Se buscarmos ajuda psicológica, aí, a cura e a reconexão se tornam possibilidades tangíveis.


Viver não é pra ser tão difícil.


Autor: Ana Maria Favero Martin


Gostou deste texto. Deixe seu comentário, curta e compartilhe com quem precisa dessa reflexão. Muito obrigada.

51 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1件のコメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
5つ星のうち5と評価されています。

A vida em sua magnificência é simples por Natureza. Há que se viver e viver plenamente o momento presente, o aqui e agora, que é o único instante em que podemos fazer diferente. E, porque não fazer? Não é mesmo?

いいね!
bottom of page